Nibbana

Postado em Atualizado em

Buddha altar, Myanmar
Buddha em Myamar

Nibbana é a bênção superior, um estado supramundano de felicidade eterna. A felicidade do Nibbana não pode ser experienciada satisfazendo os sentidos, mas acalmando-os.

Nibbana é o objetivo final do Buddhismo. O que é, então, o Nibbana? Não é fácil saber o que é realmente o Nibbana; é mais fácil saber o que o Nibbana não é.

Nibbana não é o nada nem a extinção. Teria o Buddha deixado Sua família e reino e pregado por 45 anos – tudo por nada?

Nibbana não é o paraíso. Muitos séculos após o Buddha, algumas seitas buddhistas começaram a descrever o Nibbana como um paraíso. Seu propósito de igualar o Nibbana com um mundo celestial era o de convencer os ‘menos dotados intelectualmente’ e atrai-los para os ensinamentos da seita. Esforçar-se pelo Nibbana significava buscar um lugar agradável onde tudo fosse belo e onde todos fossem eternamente felizes. Isso pode ser um confortável conto de fadas, mas não é o Nibbana que o Buddha experienciou e descreveu. Em sua época, o Buddha não negou a idéia de paraíso ou céu, tal como apresentada nas antigas religiões indianas. Mas o Buddha sabia que esse paraíso estava dentro do Samsara e a libertação final estava além dele. O Buddha soube ver que o Caminho para o Nibbana ficava para além dos céus.

Se o Nibbana não é um lugar, então, onde está o Nibbana? Estritamente falando, não podemos perguntar onde está o Nibbana. Nibbana existe assim como o fogo existe. Não há um lugar onde o fogo é guardado, e nem também para o Nibbana. Mas quando você esfrega dois pedaços de madeira, então a fricção e o calor são as condições apropriadas para o fogo surgir. Da mesma forma, quando a natureza da mente de uma pessoa é tal que ele ou ela esteja livre de todas as impurezas, então a bênção nibbânica aparecerá.

4 comentários em “Nibbana

    Índice « No Que Os Buddhistas Acreditam disse:
    28 setembro, 2010 às 10:29 am

    […] Nibbana […]

    nodege a. mesquita disse:
    21 dezembro, 2010 às 10:55 am

    É muito triste ver como uma escola Theravada ainda fantasia os ensinamentos budistas.
    Nibbana nunca poderia ser ensinado como uma bençao superior ou algo supramundano. A ignorancia revelada em textos como estes é que distancia
    as pessoas de uma religiao extremamente simples e verdadeira.
    Somente o budismo poderia fazer alguma mudança de real da sociedade atual,mas a ignorancia em textos que buscam mistificar esta religiao,a coloca a altura das demais religioes.

    Eliane disse:
    15 janeiro, 2011 às 5:53 pm

    No texto acima não vejo ‘fantasias’… só uma maneira de dizer o que não pode ser dito, o Nibbana.

    William disse:
    18 abril, 2013 às 8:05 am

    Eu também não entendi a ‘fantasia’. Diz-se de supramundano porque é incondicionado. Mas, no final das contas, como foi até dito capítulos atrás, a linguagem é limitada para descrever o universo – o que faz que certas coisas estejam além da descrição verbal. Tentar julgar o Budismo ou mesmo a Escola Theravada apenas pelas palavras pode ser um pouco equivocado – é melhor tentar experimentar, antes de qualquer julgamento, o estilo de vida verbal, corporal e mental proposto por Buddha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s