Nibbana – 2

Postado em Atualizado em

Qualquer um pode experienciar o Nibbana, mas até que se experiencie o supremo estado de bênção nibbânica, alguém somente poderá especular o que realmente ele é, ainda que possa ter vislumbres dele na vida diária. Para aqueles que insistem na teoria, os textos oferecem alguma ajuda. Os textos sugerem que o Nibbana é um estado supramundano de pura felicidade.

Por si mesmo, o Nibbana é bem inexplicável e indefinível. Como a escuridão só pode ser explicada por seu oposto, a luz; e como a calma somente pode ser explicada pelo seu oposto, o movimento; da mesma forma, Nibbana, como um estado que se iguala com a extinção de todo o sofrimento, pode ser explicado por seu oposto – o sofrimento que se aguenta no Samsara. Como a escuridão prevalece onde não há luz, como a calma prevalece onde não há movimento, da mesma forma, o Nibbana está em todo lugar em que o sofrimento, a mudança e a impureza não prevaleçam.

Alguém que coça suas feridas pode experienciar um alívio temporário. Mas isso irá apenas agravar as feridas e causar que a doença piore. A alegria da cura final dificilmente pode ser comparada ao alívio passageiro obtido do ato de coçar. Da mesma forma, satisfazer a ânsia por desejos sensoriais traz somente uma gratificação ou felicidade temporária, o que prolonga a jornada no Samsara. A cura para a doença samsarica é o Nibbana. Nibbana é um fim dos desejos sedentos que causam todos os sofrimentos do nascimento, envelhecimento, doença, morte, pesar, lamento e desespero. A alegria da cura Nibbanica não pode ser comparada ao prazer samsarico temporário ganho do preenchimento dos desejos sensoriais.

Não é aconselhável especular sobre o quê o Nibbana é; melhor saber como preparar as condições necessárias para o Nibbana, como atingir a paz interior e clareza de visão que leva ao Nibbana. Seguindo o conselho do Buddha: ponha Seus ensinamentos em prática. Coloque de lado todas as impurezas enraizadas na cobiça, ódio e ilusão. Purifique-se de todos os desejos e realize o não egocentrismo absoluto. Viva com uma conduta moral correta e pratique constantemente a meditação. Pelo exerção ativa, liberte-se de todo egoísmo e ilusão. Então, o Nibbana é obtido e experienciado.

Um comentário em “Nibbana – 2

    Índice « No Que Os Buddhistas Acreditam disse:
    28 setembro, 2010 às 10:29 am

    […] Nibbana – 2 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s