Buddha foi uma incarnação de Deus?

Postado em Atualizado em

O Buddha nunca afirmou que era o filho ou mensageiro de qualquer Deus

O Buddha foi um ser humano único que se iluminou. Não teve ninguém que pudesse considerar seu professor. Por meio de Seus próprios esforços Ele praticou perfeitamente os dez paramitas – qualidades supremas de generosidade, disciplina, renúncia, sabedoria, energia, resistência, veracidade, determinação, boa vontade e equanimidade. Por meio de Sua purificação mental, Ele abriu as portas para todo o conhecimento. Conheceu todas as coisas a serem conhecidas, cultivou todas as coisas a serem cultivadas e destruiu todas as coisas a serem destruídas. De fato, é difícil compará-Lo com outros mestres religiosos em termos de cultivo da mente, pureza mental e sabedoria suprema.

Tão especial foi Ele e tão eletrizante Sua mensagem que muitas pessoas perguntavam ‘O que Ele era (e não tanto Quem era)’. A pergunta ‘Quem Ele era’ seria com relação ao Seu nome, origem, ancestrais, etc., mas ‘O que Ele era’ se referia à ordem de seres a qual pertenceria. Tão ‘divino’ e inspirado era Ele que mesmo durante Sua vida, numerosas tentativas aconteceram de torná-Lo num deus ou numa reencarnação de um deus. Ele nunca concordou em ser considerado assim. No Anguttara Nikaya, Ele diz: “Não sou de fato um deva nem qualquer outra forma de ser divino, nem sou um ser humano comum. Saibam que sou o Buddha, o Desperto”. Após a Iluminação, o Buddha não mais poderia ser classificado mesmo como um ‘manusya’ ou um ser humano comum. Ele pertencia ao Buddha wangsa, uma classe especial de seres iluminados, todos sendo Buddhas.

Os Buddhas aparecem neste mundo de tempos em tempos. Mas algumas pessoas possuem uma ideia errada de que seja o mesmo Buddha que reencarna ou que aparece no mundo repetidamente. De fato, não é a mesma pessoa, pois senão não haveria lugar para outros atingirem o estado de Buddha. Os buddhistas acreditam que qualquer um pode se tornar um Buddha se desenvolver suas qualidades até a perfeição e for capaz de remover sua ignorância completamente através de seus próprios esforços. Após a Iluminação, todos os Buddhas se tornam idênticos em seu atingimento e experiência do Nibbana.

6 comentários em “Buddha foi uma incarnação de Deus?

    Observador disse:
    20 agosto, 2011 às 1:37 pm

    Consultando na net, encontrei informações confusas. Afinal, é incarnar ou encarnar? Tem lugar que diz que incarnar não existe e tem lugar que diz que é uma alternativa a encarnar. O que não resta dúvida é que encarnar é correto. Quanto a incarnar, não sei dizer.

    dhanapala respondido:
    20 agosto, 2011 às 7:10 pm

    Pois, eu também fiz essa pesquisa, e encontrei os mesmos resultados. Aqui vemos incarnação como sinônimo de encarnação: http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx?pal=incarna%C3%A7%C3%A3o

    incarnação
    (latim incarnatio, -onis)
    s. f. O mesmo que encarnação.

    incarnar – Conjugar
    (latim incarno, -are)
    v. tr., intr. e pron.
    O mesmo que encarnar.

    Marco Monteiro disse:
    13 novembro, 2011 às 10:32 am
    Rosana Cristina Rangel de Souza Clos disse:
    15 novembro, 2011 às 3:59 pm

    SÓ ENCONTREI A PALAVRA ENCARNAR. NO MEU SIMPLES DICIONÁRIO DO AURÉLIO.

    Willian Oliveira Dos Santos disse:
    22 julho, 2012 às 6:12 pm

    Qualquer um pode se tornar um Buddha se desenvolver suas qualidades até a perfeição e for capaz de remover sua ignorância completamente através de seus próprios esforços. Após a Iluminação, todos os Buddhas se tornam idênticos em seu atingimento e experiência do Nibbana.
    Buddha é o estágio espiritual de um ser humano que encontra as respostas… Não precisa ser um deus, apenas um homem de mente aberta.

    Francis disse:
    26 agosto, 2013 às 12:27 am

    Que diferença faz se é incarnar ou encarnar. O fato e que estamos numa grande encrenca e… Que um dos poucos que sabia resolver morreu faz tempo, e todo mundo que tenta entender entende menos ainda! Kkkkk

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s