Compreensão – 2

Postado em Atualizado em

Quando as pessoas entendem a natureza da vida humana, então surgem algumas importantes compreensões. Elas percebem que ao contrário de uma rocha ou pedra, o ser humano possui o potencial inato para crescer em sabedoria, compaixão e atenção – e ser transformado por esse autodesenvolvimento e crescimento. Também entendem que não é fácil nascer como um ser humano, especialmente tendo a oportunidade de ouvir o Dhamma. Além disso, torna-se completamente claro de que a vida é impermanente e, portanto, devem se esforçar para praticar o Dhamma enquanto ainda estão numa posição de poderem agir. Percebem que a prática do Dhamma é um processo educativo de toda uma vida que capacita a realizar seus verdadeiros potenciais escondidos na mente pela ignorância e pela cobiça.

Baseadas nessas realizações e compreensão, tentarão assim estar mais conscientes sobre o quê e como pensam, falam e agem. As pessoas ponderarão se seus pensamentos, linguagem e ações são benéficos, feitos a partir da compaixão e têm bons efeitos para si mesmas e para os outros. Compreenderão o verdadeiro valor de andar no caminho que leva à completa autotransformação, caminho conhecido no Buddhismo como Nobre Caminho Óctuplo. Essa Via pode ajudar as pessoas a desenvolverem sua força moral (sila) pela contenção das ações negativas e pelo cultivo das qualidades positivas que conduzem ao crescimento pessoal, mental e espiritual. Além disso, contém muitas técnicas que podem aplicar para purificar seus pensamentos, expandir as possibilidades da mente e realizar uma completa mudança na direção de uma personalidade saudável. Tal prática de cultura mental (bhavana) pode ampliar e aprofundar a mente na direção de um melhor entendimento da natureza e características dos fenômenos, da vida e do universo. Em síntese, ela leva ao cultivo da sabedoria (panna). À medida que a sabedoria cresce, assim também crescerão amor, compaixão, bondade e alegria. E as pessoas terão uma consciência maior de todas as formas de vida e um melhor entendimento de seus próprios pensamentos, sentimentos e motivações.

No processo da autotransformação, as pessoas não mais aspirarão por um nascimento divino como seu objetivo último na vida. Almejarão muito mais alto e adotarão como modelo o próprio Buddha, o qual alcançou o ápice da perfeição humana e atingiu o inefável estado que chamamos de Iluminação ou Nibbana. É aqui que desenvolvemos uma confiança profunda na Tríplice Gema e adotamos o Buddha como nosso ideal espiritual. Iremos nos esforçar para erradicar a cobiça, desenvolver sabedoria e compaixão e completamente nos libertarmos do limites do Samsara.

Um comentário em “Compreensão – 2

    […] Compreensão – 2 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s