O modo de vida buddhista para os laicos

Postado em Atualizado em

O Buddha considerava o bem-estar econômico como um requisito para o conforto humano, mas para uma vida feliz, pacífica e contente os requisitos são o desenvolvimento moral e espiritual

Um homem chamado Dighajanu visitou certa vez o Buddha e disse: ‘Venerável Senhor, somos laicos comuns, levando uma vida familiar com mulher e filhos. O Bem-Aventurado poderia nos ensinar algumas doutrinas condutivas à nossa felicidade nesse mundo e depois?

O Buddha ensinou que havia quatro tipos de coisas condutivas à felicidade humana neste mundo: (1) ele deveria ser hábil, eficiente, sincero e energético em qualquer profissão que se engaje, e deveria conhecê-la bem (utthana-sampada); (2) ele deveria proteger seu salário, que ele ganhou de forma justa, com o suor de sua testa (arakkha-sampada); (3) ele deveria ter bons amigos (kalyana-mittata) que lhe sejam fiéis, sábios, virtuosos, liberais e inteligentes, que lhe ajudarão ao longo do correto caminho contra o mal; (4) ele deveria gastar razoavelmente em proporção ao seu salário, nem em excesso nem pouco demais, ou seja, não deveria acumular sua riqueza com avareza nem deveria ser extravagante – em outra palavras, deveria viver dentro de seus próprios limites (sama jivikata).

Então, o Buddha expôs as quatro virtudes condutivas à felicidade do laico após esta vida: (1) Saddha: ele deveria ter fé e confiança nos valores morais, espirituais e intelectuais; (2) Sila: ele deveria se abster de destruir e prejudicar a vida, de roubar e enganar, do adultério, da falsidade e das bebidas intoxicantes; (3) Caga: ele deveria praticar a caridade, a generosidade, sem apego e desejo por sua riqueza; (4) Panna: ele deveria desenvolver a sabedoria que leva à completa destruição do sofrimento, para a realização do Nibbana.

Algumas vezes o Buddha até mesmo entrou em detalhes sobre economizar dinheiro e gastá-lo, como, por exemplo, quando ele disse ao jovem Sigala que ele deveria gastar um quarto de suas economias com suas necessidades diárias, investir metade em seus negócios e guardar um quarto para qualquer emergência.

Anúncios

3 comentários em “O modo de vida buddhista para os laicos

    Carlos Alberto Teixeira de Paula disse:
    8 maio, 2010 às 11:52 am

    O dificil é na agitação do dia a dia voce ter esses ensinamentos sedimentados no seu procedimento.

    moysés baptista rodrigues filho disse:
    16 julho, 2010 às 2:49 pm

    o objetivo de toda prática espiritual é controlar as paixões e os instintos do ser humano. Daí a disciplina, as regras de conduta. Isto era válido no tempo de Buda e continua sendo válido nos tempos modernos. Mas é preciso disciplina, determinação em seguir tais regras. A meditação budista propicia o controle da mente, que é a base dessa disciplina.

    5 ações para não causar sofrimento | Sobre Budismo disse:
    24 fevereiro, 2014 às 9:47 am

    […] Fundação Moral para a Humanidade Os Cinco Preceitos O modo de vida buddhista para os laicos Ética buddhista para o mundo moderno A moral buddhista é baseada na intenção ou […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s