Características de um monge

Postado em Atualizado em

Entre as características marcantes de um monge estão pureza, pobreza voluntária, humildade, simplicidade, serviço altruísta, autocontrole, paciência, compaixão e não-violência. É esperado que ele observe os quatro tipos de Moralidade Superior – a saber:

Patimokkha Sila – O código moral fundamental (ofensas maiores relacionadas com as atividades imorais, cruéis, danosas e egoístas).
Indriyasamvara Sila – Moralidade pertencente à restrição dos sentidos.
Ajivaparisuddhi Sila – Moralidade pertencente ao modo de vida.
Paccayasannissita Sila – moralidade pertencente ao uso de requisitos pertencentes à vida.

Esses quatro tipos de moralidade são em conjunto chamados de Sila-Visuddhi (Pureza da Virtude).
Quando uma pessoa entra na Ordem e recebe sua ordenação ela é chamada de Samanera – Monge Noviço. Ela deve observar os Dez Preceitos de Samanera juntamente com certos códigos de disciplina aplicados à vida monástica até que ela receba sua ordenação mais alta – Upasampada – tornando-se um Bhikkhu ou monge completo.

Um bhikkhu ou monge deve observar os quatro tipos de moralidade superior mencionados acima, o que abrange os 227 preceitos, além de alguns menores. Os quatro principais que lidam com o celibato e a abstinência de roubar, matar e pronunciar falsos testemunhos de realizações de espiritualidade superior devem ser estritamente observados. Se ele viola qualquer um deles, um monge é considerado como ‘derrotado’ na comunidade da Sangha. Ele será privado de certos direitos religiosos pela comunidade da Sangha. No caso de outras regras violadas, ele terá que se defrontar com muitas outras consequências e corrigir-se de acordo com a gravidade da ofensa.

Não há votos ou leis para um bhikkhu. Ele se torna um bhikkhu por sua própria vontade a fim de viver uma Vida Santa por quanto tempo ele queira. Não há, portanto, nenhuma necessidade de se sentir preso por um voto feito anteriormente ou se sentir hipócrita pois somente ele pode decidir se deseja ou não obedecer as regras. Ele é livre para deixar a Ordem a qualquer momento e adotar um modo de vida do buddhista laico quando sentir que é inconveniente manter-se como monge. Ele pode também retornar para a vida monástica a qualquer momento que desejar. As mesmas regras gerais também se aplicam às bhikkhunis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s