Proteja a si mesmo – 2

Postado em Atualizado em

Protegendo a si mesmo a pessoa protege os outros – a verdade dessa declaração começa num nível bem simples e prático. No nível material essa verdade é tão auto-evidente que não precisamos dizer mais do que umas poucas palavras a respeito. É óbvio que a proteção de nossa própria saúde ajudará em muito na proteção da saúde de nosso ambiente mais próximo ou mais largo, especialmente no tocante a doenças contagiosas. Cautela e circunspeção em todos os nossos afazeres e movimentos protegerão os outros do dano que pode chegar a eles através de nosso descuido e negligência. Dirigindo cuidadosamente, abstendo-se do álcool, praticando a autorestrição nas situações que podem levar à violência – em todos esses casos e em muitos outros poderemos proteger os outros pela proteção de nós mesmos. Podemos até dizer que pelo crescimento de nossa própria posição econômica também nos colocamos numa melhor posição para ajudar os outros.

Tomemos agora o nível ético desta verdade. A autoproteção moral resguardará os outros, o indivíduo e a sociedade, contra nossas próprias paixões e impulsos egoístas irrestritos. Se permitirmos que as Três Raízes de todo mal – Cobiça, Ódio e Ilusão – se enraízem firmemente em nossas mentes, então aquilo que cresce dessas raízes maléficas se espalhará à volta como um vegetal parasita que sufoca e mata a árvore saudável e nobre. Mas se nos protegermos dessas Três Raízes do Mal, nossos amigos humanos também estarão seguros de nossa incansável cobiça por bens e poder, de nossa paixão e sensualidade irrestritas, de nosso inveja e ciúmes. Eles estarão a salvo das conseqüências agitadoras, ou mesmo destrutivas e assassinas, de nosso ódio e inimizade, de nossas explosões de raiva, de nosso espalhar uma atmosfera de antagonismo e discussão que pode tornar a vida insuportável para aqueles ao nosso redor. Mas os efeitos prejudiciais de nossa cobiça e ódio aos outros não estão limitados aos casos em que eles se tornam objetos passivos ou vítimas de nossa ira, ou suas posses o objeto de nossa cobiça. Cobiça e ódio possuem um poder infectante que pode multiplicar os efeitos maléficos. Se não pensarmos em nada mais além de ansiar e agarrar, adquirir e possuir, manter e segurar, então poderemos ativar ou fortalecer este instinto possessivo também nos outros. Nosso mau exemplo pode se tornar o padrão de comportamento de nosso ambiente, como em nossos próprios filhos, colegas e assim por diante. Nossa própria conduta pode induzir os outros a se juntarem a nós numa satisfação comum de ávidos desejos; ou podemos fazer surgir sentimentos de ressentimento e competitividade nos outros, os quais desejarão nos vencer na corrida. Se estivermos cheios de sensualidade poderemos acender o fogo da paixão nos outros. Nosso próprio ódio causará o ódio e a vingança de outros. Pode também acontecer de nos aliarmos a outros ou instigá-los nos atos comuns de ódio e inimizade.

Um comentário em “Proteja a si mesmo – 2

    Proteja a si mesmo | Folhas no Caminho disse:
    28 abril, 2014 às 3:47 pm

    […] Proteja a si mesmo – 2 […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s