Buddhismo e Ciência

Postado em Atualizado em

Até o início do último século, o Buddhismo estava confinado aos países intocados pela ciência moderna. Ainda assim, desde o começo, os Ensinamentos do Buddha sempre estiveram abertos ao pensamento científico.

Uma razão porque o Ensinamento pode facilmente ser abraçado pelo espírito científico é que o Buddha nunca encorajou a crença rígida e dogmática. Ele não declarou que baseou Seus Ensinamentos na fé, crença ou revelação divina, mas permitiu uma grande flexibilidade e liberdade de pensamento.

A segunda razão é que o espírito científico pode ser encontrado na abordagem do Buddha quanto a Verdade espiritual. O método do Buddha para descobrir e testar a Verdade espiritual é muito similar àquela do cientista. Um cientista observa o mundo externo objetivamente, e somente estabelecerá uma teoria científica após conduzir muitos experimentos práticos de forma bem sucedida.

Usando uma abordagem similar vinte e cinco séculos atrás, o Buddha observou o mundo interior de forma desapegada, e encorajou Seus discípulos a não aceitar qualquer ensinamento até que tivessem investigado criticamente e de forma pessoal verificado sua veracidade. Como o cientista moderno que não declara que seu experimento não pode ser duplicado pelos outros, o Buddha não afirmava que Sua experiência de Iluminação era exclusividade Dele. Assim, em Sua abordagem em relação à Verdade, o Buddha foi tão analítico quanto os cientistas dos dias atuais. Ele estabeleceu um método prático e cientificamente elaborado para alcançar a Verdade Última e a experiência da Iluminação.

Enquanto o Buddhismo está muito alinhado com o espírito científico, não é correto equiparar o Buddhismo com a ciência. É verdade que as aplicações práticas da ciência permitiram a humanidade viver uma vida mais confortável e experimentar coisas maravilhosas não sonhadas anteriormente. A ciência tornou possível ao homem nadar melhor que os peixes, voar mais alto que os pássaros, e andar na lua. Porém, a esfera de conhecimento aceitável para a sabedoria científica e convencional está confinada à evidência empírica. E a verdade científica está sujeita à mudança constante. A ciência não pode dar ao homem o controle sobre sua mente e nem oferece o controle e a orientação moral. Apesar de suas maravilhas, a ciência tem de fato muitas limitações que não são compartilhadas pelo Buddhismo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s