Por que as pessoas malvadas se divertem enquanto as boas sofrem?

Postado em Atualizado em

Alguns perguntam: “Se o bem gera o bem e o mal gera o mal, por que muitas pessoas boas sofrem e algumas pessoas más prosperam neste mundo?” A resposta a essa pergunta, no ponto de vista buddhista, é a de que apesar de alguns serem bons por natureza, eles não acumularam méritos bons de forma suficiente em seu prévio nascimento a fim de compensar os maus efeitos do kamma insalubre na vida presente; em algum lugar no passado houve algum problema. De outro lado, alguns são maus por natureza e ainda assim são capazes de desfrutar dessa vida por um curto período devido a alguns bons kammas fortes que acumularam em se prévio nascimento.

Por exemplo, há certas pessoas que por natureza herdaram uma constituição forte e, como resultado, gozam de uma perfeita saúde. Seu poder de resistência física é forte e daí não são propensos à doença. Embora não tomem precauções especiais a fim de viver uma vida higiênica, elas são capazes de permanecer fortes e saudáveis. Por outro lado, há outros que tomam vários tônicos e vitaminas – alimentos enriquecidos a fim de se fortificarem, mas, apesar de seus esforços para se tornarem fortes e saudáveis, sua saúde não mostra qualquer melhoria.

Quaisquer ações, boas ou más, que uma pessoa cometa nesse período de vida, definitivamente experienciará a reação nessa vida ou depois. É impossível escapar de seus resultados simplesmente rezando, mas somente cultivando a mente e levando uma vida nobre.

Os buddhistas são encorajados a fazer boas ações não com a intenção de obter um lugar no céu. Eles esperam fazer o bem a fim de erradicar seu egoísmo e experienciar a paz e a felicidade.

About these ads

9 comentários sobre “Por que as pessoas malvadas se divertem enquanto as boas sofrem?

    geraldo l de melo disse:
    21 junho, 2007 às 9:39 pm

    Com todo o respeito, não concordo com esta visão. É verdade que tenho dificuldade em aceitar a reencarnação, formado no catolicismo como sou. Mas se há o não-eu, o que reencarna? É um mistério, e devemos ser humildes para aceitá-lo. Nem tudo tem ou precisa ter explicação. Assim como é misterioso o mal que nos parece próspero( o jardim do vizinho é sempre mais bonito) e o bem dificultoso, monótono até( daí que para fugir da rotina, há a embriaguez geral , que é um tipo de felicidade sim, ilusória, louca,desesperada, mas é, nem que seja por uns minutos com os amigos, “a suportar o fardo do homem branco”, a civilização, dizem).
    Parece-me que ao Buda não interessava explicar o porquê das coisas, mas sim o que causa o sofrimento. O símile da flecha é perfeito neste sentido. Vc vai arrancá-la ou perguntar de onde ela veio? Mas que sei disso tudo, se nem estudioso sou, apenas um curioso meditante bissexto? Além do mais, acho muito perigoso falar em reencarnação, politicamente. Tudo de ruim se explicaria por aí. E, então, deixemos tudo, socialmente, como está? Claro que também se prega/pede a compaixão, mas a maioria se deixará levar pela primeira explicação, pela lei da inércia que envolve os humanos. suponho. A culpa é do sujeito que foi mal na vida anterior, já ouvi isso de muitos espíritas: a pessoa é retardada/deficiente pq merece, pelo amor de Deus! Aí permite-se até, pode até dar-se guarida a não fazer nada por ninguém, pq Deus ou o universo, ou seja quem for, quis assim. Aceite minhas desculpas, caso tenha cometido algum erro por orgulho/vaidade intelectual. Quis apenas contribuir, espero. Abraços, obrigado, Metta, Geraldo.

    leandro disse:
    4 julho, 2007 às 12:17 pm

    Geraldo,
    Eu não acho que por esta pessoa ter sido má e vir retaradada/deficiente seja motivo de dar guarida, mas sim apoio e compaixão.
    Quanto ao não eu, nao me acho suficientemente conhecedor da dualidade para responder sobre isso.. espero que alguem possa ajuda-lo :) . []s

    Jorge disse:
    6 julho, 2007 às 5:55 pm

    Olá, Geraldo!
    Com relação ao que reencarna, os ensinamentos ensinam que não há um eu, porém há um fluxo de vida que se manifesta de forma distinta em cada ser. Isto é o que continua a se manifestar em um próximo renascimento. Ao se usar o termo reencarnação no Buddhismo é preciso ter este cuidado na interpretação. Não há um ser que “mude de roupa” a cada nascimento, porém há um fluxo que se manifesta e se transforma. Até mesmo em uma vida este fluxo está em transformação, embora a nossa ilusão nos mantenha na crença de que somos “um indivíduo”.
    O Buddha, quando ensinou o a doutrina do kamma ou karma, não pregou a inação, a aceitação passiva das retribuições. Pense: se ele houvesse ensinado isto, o próprio fato de ele ter buscado o despertar seria uma contradição! pois ele deveria ter ensinado que, uma vez que temos o kamma de permanecer presos ao samsara, deveríamos aceitar isso! Percebeu? Além disso, o Budha ensinou a generosidade, as boas ações… coisas que em seus desdobramentos vão de encontro ao kamma que está se manifestando. Quando analisamos bem, toda a doutrina do Buddha é um manifesto pela ação, pela transformação. Não há a aceitação daquilo que é ou causa sofrimento em momento algum.
    Espero ter ajudado.
    Um abraço!

    Joao Paulo disse:
    9 novembro, 2010 às 5:01 pm

    pergunta dificil mas eu nao aceito jamais esta resposta de que eu tenho que pagar por algo que eu nao fiz, pois se for assim eu preferiro renunciar a viver, se é que isto é possivel, pois ndo meu ponto de vista Deus nos criou para sermos unicos , entao nao existem reencarnaçao na minha opiniao, e quanto mais bem vc faz ao proximo , melhor vc sera visto diante de Deus, então o que nos consideros sofrimento talvez do ponto de vista de Deus nao seja soifrimento , e ha tambem o fato de que quem e muito bom acaba se esquecendo de si mesmo, bom vcs ja notaram que pessoas boas morrem facilmente e pessoas ruims as vezes sofrem acidentes terriveis se recuperam logo e continuam ruins, bom nao tem explicaçao mesmo ate mais, e isto e apenas a minha opiniao , boa tarde a todos, ate mais

    carla rosane pereira de lima disse:
    29 abril, 2011 às 3:04 pm

    bon nao sei nada de reencarnaçao mas eu sou uma pessoa q tenho sofrido demais com a malvadeza de uma outra pessoa ela me provoca muito e eu nao tenho sangue de barata muitas vezes nao consigo aguentar as provocaçoes e acabo estorando e desencadeando uma briga daquelas ,no final de tudo me sinto extremamente chateada e angustiada por algumas situaçoes e esta pessoa faz com que eu seja vista pelos outros como a ruin e que eu estou sempre errada en tudo ,isto nao e tanto um comentario e sim um desabafo de alguen que sofre retalhaçoes da propria mae.estou infeliz e emargurada com a minha situaçao de mae e filha ,tenho 32 anos e a minha relaçao com ela sempre foi problematica e ela nao faz nada para melhorar ,eu me sinto vitima de uma pessoa que me faz mal e ela parece que isso lhe faz bem ,sera que estou errada ou nao .obrigada

    Claudia Segala disse:
    3 janeiro, 2012 às 11:55 am

    Achei interessante. Eu sou católica (porque fui batizada na igreja católica) mas gosto de tentar compreender todas as religiões, sem pré-conceito, sem pré-julgar, mas sim tentar seguir uma lógica, talvez eu até não acredite em re-encarnação, mas partindo deste ponto de vista a explicação para isso passa a ser lógica.

    Ivana disse:
    24 fevereiro, 2012 às 3:41 pm

    Olá!! Achei interessante a discussão e quero opinar. Não tenho preconceito contra religião alguma e acredito muito em Deus, tenho pensado sobre várias coisas ultimamente, sobre como há dor no mundo, sobre como as pessoas ruins acabam sempre se dando melhor que as outras, sobre o fato de haver possíveis karmas ou re-encarnações, sobre como as emoções e as crenças acabam atrapalhando nossa lógica diante de tantas teorias sobre a mesma coisa. Na verdade isso me leva a pensar que a humanidade prefere acreditar que Deus tem que concertar tudo, para que elas não precisem agir, tomar qualquer atitude diante da vida e que dessa forma suas almas estarão salvas e sabe a qual conclusão chego? que Deus nos deu cérebro e emoções para reagirmos diante das circunstâncias, se alguém lhe faz mal….eiiii é pq vc está permitindo que isso aconteça, não há nada que Deus ou qq religião possa fazer por vc. Se está doente é porque não cuidou bem de sua saúde, ou sua genética infelizmente segundo a natureza não é boa. Sabem porque existe mal no mundo e porque ele prospera? porque pessoas boas deixam isso acontecer, posso estar totalmente errada, mas acredito que o mundo está ameaçado pela inércia do bem, pelas pessoas que permitem o mal e é por isso que existe impunidade por aí, se agirmos e não permitirmos o mal ele não irá se disseminar, acho que é isso que falta no mundo pessoas de ação que façam o bem e não permitam o mal. Chega dessa palhaçada de que o bonzinho é o tonto da história, podemos ser bons e inteligentes suficientes para cortarmos o mal pela raíz, existem injustiças porque nós seres humanos permitimos elas, se começarmos a lutar e dizer não as pessoas que nos fazem mal e fazem o mesmo para outras pessoas as pessoas más irão começar a recuar, sentirão medo de repetir o erro, pois estarão sujeitas a punições. Não devemos permitir a corrupção, a maldade na vizinhança, a injustiça para com os bons, os crimes bárbaros e tudo mais. Acho que se cada um fizer sua parte conseguiremos construir um mundo mais justo e digno. Deus está em cada um de nós e por isso somos instrumentos de ação dele, então denunciem, protestem, ajudem, façam caridade e digam não a dor e as injustiças que vemos por aí, se o preço subiu não comprem o produto e façam uma campanha para que ninguém compre ou utilize o serviço, assim se obrigarão a baixar os preços, prestem atenção em que escolhem para representar seu país e assim por diante, vamos dizer não a maldade e fazer algo por nós e pelo mundo!!

    Obrigada!!

    Ivana

    dhanapala respondido:
    25 fevereiro, 2012 às 9:09 am

    Obrigado Ivana, pelo comentário tão pertinente!

    amanda disse:
    10 maio, 2013 às 1:32 am

    Ivana, muito legal o que você escreveu, concordo em partes com você, também acho que devemos protestar sobre aquilo que vimos que é errado, mas nem sempre conseguimos fazer com que as coisas mudem. Eu ando me perguntando muito, o porque que as pessoas de má índole sempre se dão bem?
    Nem sempre podemos mudar as pessoas, no meu caso tenho uma sogra que é uma pessoa super má, ela faz com que as pessoas a sua volta sejam cegas para as maldades dela, ela fez uma lavagem cerebral na cabeça dos filhos e do marido, eles idolatram ela como se ela fosse uma pessoa super boa, ela manipula e faz o que quer com eles, ela é do tipo de pessoa que põe os filhos contra o pai, que passa por cima dos filhos para se dar bem, mas como ela sofreu quando era adolescente, ela manipula as pessoas se fazendo de coitadinha, ela faz tanta maldade, que se eu for contar aqui vou escrever um livro, e ela SEMPRE SE DA BEM, ai me pergunto como pode as pessoas não enxergarem a pessoa que ela é, como pode essa pessoa se dar sempre bem??
    E eu não posso falar nada para ele, pq querendo ou não ela é mãe dele, a unica coisa que peço é que Deus faça justiça e que faça as pessoas enxergarem a realidade, pq no meu ver tem que ser assim: Aqui se faz, aqui se paga, senão qual seria o sentido de ser uma pessoa boa, se os maus não forem punidos??
    (Acho que foi mais um desabafo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s